Tracker no Pabx Virtual

Durante 9 meses de trabalho no projeto do Pabx Virtual da LocaWeb, coletamos informações estatísticas do código do projeto. Baseado nessas informações tirei algumas conclusões.
No gráfico à direita vemos
claramente que o projeto tinha inicialmente muito código duplicado. Depois de várias Refatorações, foram removidas duplicações e o código ficou muito mais limpo e fácil de alterar.

No gráfico seguinte vemos que, enquanto o número de linhas de código diminuiu
drasticamente, o número de linhas de c
ódigo de
teste aumentou, o que significa que além de desenvolver novas funcionalidades, melhorar a qualidade do código do produto, ainda criamos uma série de testes automatizados que ajudam a garantir a qualidade do sistemas nas próximas versões.

No próximo gráfico vemos que o número de classes do sistema aumentou bastante, indicando que houve um aumento na modularização e reutilização do código. Mais classes com menos código significa maior especialização das classes, métodos menores e também maior testabilidade.

Todos estes números nos ajudam a ver que a metodologia adotada foi eficaz para melhorar e manter o projeto. Algumas práticas de XP adotadas pela equipe foram: programação pareada, releases curtos, jogo do planejamento, refatoração, design simples, cliente sempre presente, padronização de código.

3 Comments Tracker no Pabx Virtual

  1. Fagundes

    Olá Daniel! Muito legal os gráficos. Sugiro você colocar os gráficos de como isso tem refletido na implementação de novas histórias (por exemplo, o tempo em média de implementação de cada história) e na ocorrência de bugs. Assim poderia tirar conclusões de como isso tem refletido no desenvolvimento (produtividade) e na imagem do cliente (bugs).

  2. Beto

    Daniel, antes de mais nada, parabéns pela iniciativa.
    Esperamos poder contribuir ao máximo para a prosperidade e continuidade do blog.
    Abraços.

  3. Daniel Cukier

    Respondendo a dúvida do Fagundes: o tempo de implementação das histórias é algo muito subjetivo, pois cada história tem seu tempo particular de desenvolvimento. Não possuo gráficos que mostrem claramente que o tempo de desenvolvimento de cada história diminuiu, mas não há dúvidas de que fazer qualquer alteração num sistema com 40000 linhas é mais difícil do que alterar o mesmo sistema com 26000 linhas.
    Com os testes que criamos, conseguimos evoluir o produto com chances mínimas de inserir bug. E o melhor: o custo das mudanças é contante. Mesmo sempre evoluindo bastante em funcionalidades, o sistema não cresce em complexidade.
    A respeito da satisfação do cliente, eu diria que ele virou um grande fã da metodologia. Nosso cliente é muito integrado na equipe, está sempre presente. É um cliente eXtremo de verdade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *