Aprender a escrever escrevendo

Há algum tempo falei sobre a relação entre poesia e programação. Desde esse post venho praticando minha escrita de poesias. Com isso viso melhorar:

  • Minha habilidade de escrever
  • Meus conhecimentos da língua portuguesa
  • Minha habilidade de me expressar em uma língua
  • Minha habilidade de programar, já que programar não deixa de ser uma maneira de expressar idéias usando uma linguagem definida

Nesse momento gostaria de compartilhar uma de minhas poesias e convidar todos a conhecer meu blog de poesias, fruto deste estudo. Em breve, essas poesias serão publicadas num livro. Aí vai uma delas, um repente que representa muito meu momento como profissional e artista:

Do que é que se trata

Só trabalho de trabalho
Que trabalho me esbugalho
Quebro o galho me atrapalho
Mas não falho nem me canso

Tem reunião de reunião
Que reunião não abro mão
De discussão aprovação
E solução não tem descanso

Não sei dormir só produzir
Mais investir me instruir
E progredir pra onde ir
Não vou medir nenhum esforço

Para parar paralizar
De trabalhar vou disparar
Do chão pro ar me preparar
Pra programar roendo o osso

Sou animal que toca o pau
E não faz mal não ter sinal
No meu ramal de alguém normal
Isso é legal e não é pouco

Trabalho assim não é pra mim
É que compus sombra sem luz
Você já viu é como um rio
Um não sem til correndo louco

(São Paulo – 10/03/2008)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *