MDD – Model Driven Design

Videos




 
Utilizando a Linguagem Ubíqua criamos um modelo de domínio através do Projeto Dirigido pelo Modelo (Model Driven Design – MDD). A idéia por trás de MDD é a de que o seu modelo abstrato deve ser uma representação perfeita do seu domínio. Tudo que existe no seu negócio deve aparecer no modelo. Só aparece no modelo aquilo que está no negócio.

Em um time que cria software temos de um lado os especialistas de negócio e de outro os desenvolvedores e arquitetos. Num processo ágil defendido pelo MDD a criação do modelo abstrato deve ser feita em grupo, com todas as pessoas juntas. Se arquitetos e analistas de negócio criarem o modelo sem a participação dos programadores, corre-se o risco de criar um modelo que não é implementável ou que usará uma tecnologia inadequada. Da mesma forma, se os programadores codificarem sem se basear num modelo consistente, provavelmente desenvolverão um software que simplesmente não serve para o domínio. Em DDD, parte das pessoas que modelam o domínio são necessariamente pessoas que colocam a mão em código (Hands-on Modelers). Se os programadores não se sentirem responsáveis pelo modelo ou não entenderem como o modelo funciona, então o modelo não terá relação alguma com o software produzido por essas pessoas.

O processo de maturação de um sistema desenvolvido usando MDD deve ser contínuo. O modelo servirá de guia para a criação do código e, ao mesmo tempo, o código ajuda a aperfeiçoar o modelo. O contato contínuo com o código trará insights aos programadores, que irão refatorar o código. Essa refatoração deverá ser feita não só no código, mas também no próprio modelo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *