Small EC2 cloud usage demo for choreographies

The CHOReOS middleware must be capable of providing the required runtime support to deploy, enact, monitor, and dynamically reconfigure large-scale choreographies. These choreographies might be large scale in one or more of the following dimensions: number of requests, users, roles, services, nodes, and communication among services. For instance, the middleware should be scalable enough to accommodate choreography with 1 thousand simultaneous users or with 100 different roles, or with 100 services for a given role, or with thousands of messages exchanged per second.

Continue reading

Dojo Ojod (ou Scrapheap Challenge)

No mês passado participamos de uma atividade promovida pela ThoghtWorks Brasil em Porto Alegre e organizada pelo Carlos Villela (CV). Eles aproveitaram a ocasião do FISL12 para organizar esse pequeno evento no confortável escritório que fica dentro do campus da PUC-RS. Foi pequeno em relação ao número de participantes (acho que éramos em uns 30), mas enorme em divertimento e aprendizado.

A brincadeira era uma espécie de Dojo, com regras um pouco exóticas. A ideia original foi do Nat Pryce e do Ivan Moore, e eles chamaram de Scrapheap Challenge, por causa do programa de TV, mas eu resolvi re-batizar para Dojo Ojod (um palíndromo de Dojo ao contrário), pois foi exatamente assim que o CV definiu (e que eu concordo muitíssimo): um Dojo ao contrário.
Continue reading

A poesia de programar

Em dezembro de 2002, Richard Gabriel, um grande nome da Computação e ex-engenheiro da Sun, falou sobre a semelhança entre programar computadores e escrever poesias. Como é possível que essas duas atividades, aparentemente pertencentes a áreas tão distintas, tenham coisas em comum?

O atividade de escrever software deve ser vista como uma atividade criativa. Afinal, software interessante de se fazer é software que nunca foi feito. Essa atividade não pode ser comparada à de criar pontes, por exemplo. Nós construímos pontes há mais de 2000 anos. O software mais antigo não deve ter mais de 50 anos! Mesmo utilizando boas ferramentas, um programador está quase sempre Continue reading