O Teatro na Computação

No ano de 2000, pela iniciativa do Prof. Valdemar Setzer, foi criado no Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP) um curso de Leitura Dramática para alunos de ciência da computação. Desde 2003 a disciplina tornou-se parte do currículo dentre as optativas do curso de computação. Cerca de 30 alunos se matriculam por semestre na disciplina, ou seja, cerca de 500 alunos “computeiros” já participaram dessa vivência.

Os alunos do curso já fizeram mais de oito montagens teatrais, com o auxílio da Professora Jolanda Gentilezza. Estudantes de computação são obrigados a conviver com verdades absolutas, provadas matematicamente. Essa overdose de lógica e digitalidade contribui para afastar os “hackers” do contato com sentimentos, relações interpessoais. O teatro tem o papel de equilibrar o pensamento lígico com o lado analógico e imprevisível do ser humano. Continue reading